Nosso Trabalho

Atualmente a Organização possui três centros educacionais distribuídos pelo bairro: O Centro Miramangue, Centro Espotivo Chievo Brasil e o Centro de Formação Profissional Diácono João Batista, nos quais são assistidas crianças, adolescentes e jovens com idades que vão de 7 a 24 anos. Nestes centros desenvolvem-se as atividades educativas no contra turno escolar, oficinas de artesanato envolvendo as famílias do público beneficiário, atividades esportivas, cursos profissionalizantes, encaminhamento de adolescentes e jovens para o mercado de trabalho através do programa de aprendizagem e formação dos educadores.
 


Itinerário Educativo


As atividades desenvolvidas no PBL passam por um itinerário educativo embasado em um plano político-pedagógico que compreende três fases, buscando favorecer o acesso da comunidade em vulnerabilidade social a educação pública.

A primeira fase educativa chama-se Abrindo os olhos, que visa contribuir com o processo de apropriação da leitura e escrita para a formação integral da criança. Na segunda fase chamada de Descobrindo caminhos, tem-se o objetivo de desenvolver a descoberta de si e do mundo, orientando para novas experiências e habilidades através da potencialização dos conhecimentos e da organização de idéias. Por último, a fase Construindo Escolhas, que busca desenvolver um processo de formação integral, humana e Profissional, com adolescentes e jovens a fim de fomentar neles um projeto de vida, viabilizando a inserção na universidade e/ ou mundo do trabalho.


  • Fase I - Abrindo os olhos (7 a 10 anos)
  • Fase II - Descobrindo caminhos (11 a 14 anos)
  • Fase III - Construindo Escolhas (15 a 24 anos)


Além disto, por compreender a dimensão da problemática onde está inserido, O PBL procura desenvolver um trabalho CO-PARTICIPATIVO com Instituições de Ensino, outras Organizações da Sociedade Civil, os poderes públicos e a comunidade, atuando também, significativamente nas políticas públicas, a fim contemplar o desenvolvimento econômico-social e cultural.

Através desta parceria, o Projeto Beira da Linha formou a Rede pela Paz, onde juntos, a partir de reuniões, são pensadas estratégias como a promoção de eventos que buscam sensibilizar a população local a colaborar com a promoção de paz dentro do bairro, bem como conscientizar estas crianças, adolescentes e jovens acerca das consequências provocadas pelo uso das drogas.